Estatísticas da Federação Paulista de Atletismo demonstram, também, que houve um avanço de 6% de participações em 2013 com relação a 2012. Esses e outros dados são comentados, nessa entrevista, pelo presidente da entidade, Mauro Roberto Chekin. Leia:
A FPA acaba de divulgar as estatísticas referentes às corridas de rua no Estado de São Paulo. Fale um pouco a respeito.
R. O que concluímos ao analisar as estatísticas é que a prática de corridas de rua continua sendo a prova do atletismo com maior participação popular. Tendo como base o ano de 2013, a FPA registrou nada menos do que 566.236 participações em eventos do gênero em São Paulo.

O número cresceu em relação a 2012?
R. Aumentou 3,86%. Foram 566.236 em 2013 contra 533.629 em 2012. Isso em provas oficiais, ou seja, realizadas com o competente alvará expedido pela FPA que, em São Paulo, representa a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e, por consequência, a International Associations of Athletics Federations (IAAF).

Quantas corridas de rua foram realizadas em 2013?

R. Pelos nossos registros, 502 corridas, sendo 323 regulares (com alvará) e 179 irregulares (sem alvará).

Isso preocupa?
R.
Preocupa, pois uma corrida de rua sem a capacitada supervisão da FPA é uma aventura perigosa. Ter a chancela da FPA representa tranquilidade e segurança para os corredores, pois, a expedição de alvará pela entidade representativa do atletismo paulista respeita normas técnicas internacionalmente aceitas. Nessas provas clandestinas, além do atleta estar sujeito a uma série de imperfeições perigosas a sua saúde, seu resultado não pode ser homologado junto aos órgãos competentes. Ao longo dos anos, a FPA vem desenvolvendo amplo trabalho de conscientização junto aos organizadores. E vem obtendo paulatino sucesso.

Explique melhor...
R
. Em 2013 conseguimos melhorar um pouco o número de eventos com alvará. Foram 179 corridas irregulares contra 182 registradas em 2012. Nos anos anteriores, todavia, a situação era bem pior. A FPA está firme na luta pela totalidade de provas organizadas em São Paulo de forma oficial, assegurando, assim, o máximo respeito devido aos participantes.

Por gênero, o que as estatísticas dizem?
R.
No ano em análise, o de 2013, tivemos as participações, em corridas oficiais, de 379.393 homens e 186.842 mulheres.

Em termos de realizações de corridas, qual o mês mais aquecido?
R.
Sempre segundo as estatísticas da FPA, a maior incidência de provas é no mês de setembro, com 40 corridas. O mês de janeiro, possivelmente em razão de férias, apresenta número pequeno, de apenas seis eventos.

O que a FPA está fazendo para profissionalizar ainda mais a prova mais popular do atletismo?
R.
Estamos desenvolvendo vários trabalhos no sentido de que o atleta de corridas de rua se inscreva como tal na FPA. Ele pagará uma taxa anual de apenas R$ 65,00 e terá direito a carteirinha de federado, assistência odontológica a preços módicos e fisioterapia gratuita no Complexo do Ibirapuera. A FPA vem desenvolvendo, também, instrumentos capazes de facilitar tal inscrição.

Como o ato de federação dos corredores poderá ser facilitado?
R.
Através de um software específico que constará do nosso site, o www.atletismofpa.org.br. Lá, o interessado encontrará toda a comodidade para se federar de forma rápida e sem burocracia.

A FPA espera filiar quantos corredores em seus quadros?
R.
Espera um crescimento contínuo, até chegar à casa dos 50 mil federados.


Mauro Roberto Chekin
Presidente da FPA
Federação Paulista de Atletismo

FPA. Pensando Gente. Pensando Você!

FEDERAÇÃO PAULISTA DE ATLETISMO
Rua Manoel da Nóbrega, 800 - Paraíso - São Paulo - SP - Cep: 04001-002
Fone: (11) 3884-1211



Todos os direitos reservados.
Visite nosso site: www.atletismofpa.org.br