Nessa entrevista, o presidente da Federação Paulista de Atletismo, Mauro Roberto Chekin, fala sobre a realização, pelo Governo do Estado, da terceira edição dos Jogos Escolares. Ele agradece a todos os setores envolvidos na empreitada e elogia a proposta de massificação do esporte enquanto arma de inserção social e de descoberta de talentos.


Em sua terceira edição, os Jogos Escolares de Atletismo do Estado de São Paulo chegou ao fim no último dia 5 de outubro. Qual a sua avaliação a respeito?
R. Os números foram expressivos. Mas, antes de falar deles, gostaria de ressaltar que São Paulo obteve um êxito incomensurável de cidadania com a realização dos Jogos. Com sensibilidade social, o Governo do Estado (através de sua Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude) investe na prática desportiva enquanto arma propulsora de saúde, educação, lazer, cultura e congraçamento entre crianças e adolescentes. Tal filosofia é fundamental para que tenhamos uma sociedade melhor a cada dia.

Os resultados foram expressivos?
R. Sem dúvida. E demonstraram um índice de participação crescente. O número de jovens envolvidos nessa edição foi 33% maior em relação ao de 2012 e 50% superior ao de 2011, o que demonstra a força do atletismo nas escolas de São Paulo. Cerca de 20 mil estudantes fizeram parte do evento ao longo de seis meses de competições efetivadas de forma descentralizada, envolvendo municípios anfitriões como Presidente Prudente, Bauru, São José do Rio Preto, São Paulo, Pirassununga, Piracicaba e Campinas. Mais do que revelar futuros talentos, o objetivo é o de massificar a modalidade, o que conseguimos.

Houve competições paralímpicas também, certo?
R. Sim, o que é muito positivo. Na fase de seletivas, a cidade de São Caetano do Sul sediou, no último dia 24 de maio, competições do gênero. O mesmo ocorreu por duas vezes na capital paulista e em Piracicaba.

Alguma revelação?
R. Tivemos a oportunidade de ver nas seletivas alguns dos garotos que em breve poderão representar o Brasil nas principais competições do mundo. É difícil falar se eles chegarão ou não a disputar uma Olimpíada, mas a formação conta muito. Temos de pensar a partir dos Jogos Olímpicos de 2020. Vale ressaltar que os vencedores das seletivas serão ainda convidados a participar de um processo de avaliação para posteriormente integrar o Centro de Excelência Esportiva de São Paulo (CEE). Desenvolvemos um trabalho de base intenso no atletismo paulista.

Foram selecionados alunos para participarem de competições nacionais. É isso?
R. Duas seletivas finais foram realizadas no Ibirapuera, em São Paulo. A primeira, na categoria mirim, envolveu 800 alunos. A segunda, na categoria infantil, 900. De ambas foram selecionados 26 atletas, 13 no masculino e 13 no feminino. Os mirins (jovens entre 12 e 14 anos) disputaram os Jogos Escolares da Juventude do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), em Natal. Já o segmento infantil (até 17 anos) representarão as cores bandeirantes no mês de novembro, em Belém.

Fale um pouco sobre a organização do evento...
R. Os Jogos Escolares do Estado de São Paulo são uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude, com organização e administração da Federação Paulista de Atletismo. O trabalho é hercúleo, de fôlego. Cabe à FPA cuidar de toda a logística do evento: transporte, arbitragem, coordenação técnica das competições, alimentação e hospedagem nas etapas seletivas. Existe a necessidade de contatos permanentes da entidade junto aos responsáveis por escolas, delegacias de esporte e professores, bem como a minuciosa montagem de roteiros específicos para atender o deslocamento responsável das crianças. Trata-se de operações complexas que muitas vezes, não dispensam a capacidade de se improvisar. A organização foi melhor do que a das duas edições anteriores, sem quaisquer margens de dúvidas. Mas precisamos melhorá-la sempre. Para tanto, acreditamos que todos os atores envolvidos deverão ser ainda mais participativos para que se atinja o grau de excelência requerido. Assim procederemos, aplicando fórmulas democráticas, transparentes e eficazes.

FPA. Pensando Gente. Pensando Você!

FEDERAÇÃO PAULISTA DE ATLETISMO
Rua Manoel da Nóbrega, 800 - Paraíso - São Paulo - SP - Cep: 04001-002
Fone: (11) 3884-1211



Todos os direitos reservados.
Visite nosso site: www.atletismofpa.org.br